Páginas

5 de setembro de 2009

Post Miscelânea


Quando eu engravidei da Ana Clara além de estar muito feliz eu achava que estava um passo a frente das mães "comuns" por ter conhecimento de todas as etapas do desenvolvimento psicológico de crianças e adolescentes. Achei que seria difícil, mas que com as técnicas que eu havia aprendido na faculdade saberia como lidar como a minha pequena.

TOLA, TOLA, TOLA, mil vezes TOLA
- eu me esqueci do detalhe principal - o amor de mãe - e do ditado mais comum entre os psicólogos que é - Casa de Ferreiro, espeto de pau - se fosse simples, psicólogos não tinham problemas certo?

Pois bem - o fato é que Dna. Ana Clara Florio Migotto está me enlouquecendo! Se eu não faço o que ela quer ela se joga no chão e começa a chorar. Se eu não fosse sua mãe, eu saberia exatamente o que fazer, mas como sou, meu coração dói - eu fico com pena e acabo satisfazendo todos os seus desejos. Só que chega uma hora que a gente não consegue nem comer direito. E é nessa hora que temos que tomar uma atitude. O que eu fiz? No primeiro "show" dela eu a coloquei no cercadinho e a deixei chorar. Gente, não sai uma lágrima! E ela já é tão manipuladora que pegou a boneca, encostou a cabecinha e chorava, tipo - você está judiando de mim, Malvada! Tudo bem que mesmo agora que ela está dormindo eu estou com o choro dela na cabeça, mas não é que funcionou?

Quem é mãe e está lendo este post entende o que eu tô passando e o quanto dói fazer esse tipo de coisa, mas tudo o que eu NÃO QUERO é que a Clara cresça mimada e mal educada. É como eu sempre digo - não temos que pensar no mundo em que estamos colocando o nosso filho, mas sim no filho que estamos criando para o mundo.

Daqui há pouco vamos viajar - já está tudo pronto, mas como eu não queria ir embora sem me despedir vim aqui prosear um pouco com vocês e de quebra postar a Musiquinha de Sábado. A de hoje é de uma banda que eu gosto muito e que eu adoro ouvir viajando. Curtam:





É isso Pipous, Bom Feriado à todos, cuidado com os excessos e terça feira estou de volta! Quando eu voltar quero ver o email do Coisas cheio de Histórias, hein!


Beijos!

Sah

7 comentários:

Liana disse...

nossa, eu não sou mãe e quando fico tomando conta dos meus sobrinhos já sofro pra fazer o q é certo, imagina vc...

e gostei da "temos q pensar no filho q estamos criando pro mundo". Se mais gente pensasse assim, teríamos mais pessoas educadas, altruístas, e etc sendo criadas.

disse...

Amiga, vc tá mega certa. Dói dim, e eu posso dizer de cadeira que nada disso vai matar Clarinha. No futuro os resultados serão os melhores possíveis. Aqui em casa, se tem show, é cadeira do pensamento pra refletir nos atos. E se chorar sem lágrima,largo falando sozinha e fico de mal... funciona, o coração dói, mas tenho certeza que é o melhor sempre a fazer.
Beijos minha linda amiga e bom feriado. Divirta-se.

Flávia Romanelli disse...

Boa viagem Sah, eu tive que fazer muito isso com o Enrico na hora de dormir, colocava no berço e deixava chorar, até que ele acostumou, mas dava uma dor no coração!

MeL disse...

Eu sou uma mãe sargento.. Minha mãe diz q meus filhos parecem soldadinhos no quartel... eu NUNCA cedo as chantagens, pode chorar duas horas seguidas, eu consigo desligar e n ouvir... se, se jogar no chão, eu deixo lá e saio andando, eles sempre levantam e vem rapidinho... Pra mim se pode, pode, se não pode, não pode... e acabou.... Pode morrer q eu não mudo a palavra... O problema aqui em casa é q Douglas é o contrário, então enzo berra e ele dá, tudo q ele quiser, qq coisa... então ele acha q cola comigo tb... então a gente faz guerra de nervos, o que me enlouquece um pouco, mas é como eu acho q tem que ser... melhor isso do que um filho mimado, mal criado, tudo q eu odeio!
E eu n sei se sou ruim, mas pra mim não doi fazer essas coisas não... kkkkk eu acho q doi mesmo é ver um monstrinho em fase mais desenvolvida!

Irmãs disse...

Aqui em casa o Fá tbm é mais mole ... imagina mais mole do que eu ... pq as vezes eu tenhouns piripaques e boto pra quebrar e ele pega a menina e faz cara de raiva ...

Clauemagrecendo disse...

Ai miga, eu sou mãe de duas meninas, mas as vezes é preciso ser firme sim, pois no futuro isso vai ser ponto positivo a nosso favor. Vc deve sempre deixar claro pra ela q a ama, mas q não gostou disso q ela fez. Porque os pequenininhos tem muito medo da mãe não gostar mais deles.
Bom feriadão e ótima viagem pra vcs!
Beijokas

Norma Lica disse...

Cara, tb não sou mãe, mas imagino que deve ser dolorido meeesmo educar uma criança!

Bom feriado procês!
E tem selinho lá no meu blog.
;*