Páginas

22 de março de 2009

Cada qual com o seu "tal"

Bom, diante dos últimos acontecimentos aqui no Blog, me sinto no dever de mediar uma situação da qual me sinto em parte responsável. O blog é aberto a discussão, mesmo porque cada um tem o direito de pensar e agir da forma que acredita ser certa, pois além de cada um saber onde aperta o próprio calo, também sabe que toda ação tem uma reação.

Admiro e amo pessoas que vivem em zona de conforto, pois se este privilégio lhe foi dado é sinal de que esta pessoa tem merecimento suficiente para isto. Viver uma vida pacata, onde tudo da certo e todos te admiram e te amam, onde se é possível sonhar, é um privilégio dado à alguns seres humanos que vivem dedicados a dar felicidade e doçura a todos que o cercam, assim como diz aquele ditado "O sol nasce para todos, mas a sombra é só para alguns".

Considero também pessoas que a partir de experiências tanto boas como ruins conseguem encontrar um equilíbrio e uma nova forma de agir e de pensar. É sinal de que pelo menos dão valor aos neurônios que tem. E todos podemos mudar, todos podemos nos reinventar a cada dia, conforme sentimos necessidade disso.

E, finalmente, o que nos faz melhor ou pior? Analise você mesmo! Porque uma vida pacata e serena é pior que uma vida cheia de experiências? Será que se você pudesse voltar atrás e repensar toda a sua vida, você não faria diferente? Quem nos culpa? Quem nos aponta? Os outros ou a nossa própria consciência?

Bom, como diria Forrest Gump ... e é tudo o que eu tenho a falar sobre isso!

Beijos!

Sah

Um comentário:

MeL disse...

várias vezes pensei,como seria bom ter uma máquina do tempo, ou um gênio da lampada, que me fizesse voltar no tempo e fazer tudo diferente.... eu viveria uma outra vida!